A "nova" rota da seda



A Viagem começou a 18 de Novembro e terminou ontem, após 13 mil quilómetros. Demorou 21 dias.
A mais longa viagem ferroviária da História terminou terça-feira em Madrid depois de um comboio de mercadorias ter percorrido 13 052 quilómetros entre Yiwu, leste da China, e a capital espanhola, anunciou hoje a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.
Trata-se de uma distância superior à que separa o Polo Norte do Polo Sul e demorou 21 dias.
O comboio saiu de Yiwu no dia 18 de novembro com 40 vagões, transportando 1.400 toneladas de mercadorias, nomeadamente enfeites de natal, e regressará de Madrid com presunto, azeite, vinho e outros produtos espanhóis.
"É uma nova 'Rota da Seda' para o século XXI, com a diferença que agora, o comércio é nos dois sentidos", disse a presidente da Câmara de Madrid, Ana Botella, citada pela Xinhua.
Encarada como possível alternativa ao transporte marítimo, que demora o dobro do tempo, a viagem ferroviária atravessa oito países: China, Cazaquistão, Rússia, Bielorrússia, Polónia, Alemanha, França e Espanha.
A locomotiva e a tripulação mudaram ao longo do percurso e foi necessário efetuar várias paragens para adaptar o comboio às diferentes bitolas da via-férrea.
Lusa

publicado a 2014-12-10

tradutor

center>

Licença creative commons

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ESTA OBRA ESTÁ LICENCIADA SOB UMA LICENÇA CREATIVE COMMONS. POR FAVOR NÃO USE AS IMAGENS EM WEBSITES, BLOGS NEM OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SEM MINHA PERMISSÃO EXPLÍCITA. © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PLEASE DON'T USE THIS IMAGE ON WEBSITES, BLOGS OR OTHER MEDIA WITHOUT MY EXPLICIT PERMISSION. © ALL RIGHTS RESERVED