TIBET - nó infinito - 4






Começou por avistar o monte Kailash desde a nascente do rio indus como uma grisalha cabeça de yeti .
Devido á mistura do gelo com a rocha escura das vertentes, aproximando-se, começa por vislumbrar bandos de abutres pairando sobre carcaças humanas , peregrinos prostrando-se no Kailash Kora e tentando completar as 23 parikramas ou voltas.
Na na face sul da montanha, cor de safira viam-se os sinais da luta de milarepa com naro bonchud ,as denominadas escadas para o céu.



Em damding donklang , este inicia a escalada para a gruta mas afunda um pé profundamente na margem do indus, (pegada (shabje) que será venerada por todas as gerações seguintes ).
O caudal do rio aumentara perigosamente e todo o cuidado seria pouco .
O mal em forma de dragão de três cabeças espreitava , teria de se apressar na difícil subida e alcançar protecção depressa , teve de retirar com as mãos algumas pedras que obstruíam a entrada, juntamente com as raízes de uma figueira dos Himalaias , de grande porte .

A gruta parecia uma catedral, pelo enorme buraco escancarado do teto jorrava luz ,que se projectava no chão e paredes vermelhas ,dando um tom vermelho alaranjado ao verde das urtigas que cresciam, e serviam de alimento a Milarepa.

No centro da sala onde o Magico Milarepa meditou por mil anos apenas restava;
O manto branco de algodão e mil repas de cotão saídas do seu umbigo , enquanto meditava, de Milarepa nem sinal, tinha desaparecido como por magia.

O som de Naga espírito da água tomando a forma de serpente tântrica , fascinou-o durante algumas horas até que esta , numa voz muito doce e suave o convidou a usar o cotão para confeccionar asas para que pudesse voar ate Lhasa
Chegaria ainda antes do Outono , como prediziam os Sutras e os oráculos , antes da escuridão e das das sombras inundarem a Terra , antes de Sinmo e outros demónios acordarem.

Prontas as asas, segue o curso do sagrado rio Bramaputra ate à nascente, no topo do shang-ri-la, dá um pequeno impulso e está voando sobre o mundo e todos os oprimidos sem esperança, as gentes sem pátria, sobre as vaidades e sonhos desfeitos, as tristezas e alegrias, já não é mais Jo mas Buddah ou sakya,como descrito nos sutras, acompanham-no
Chenresing vertendo lágrimas de compaixão e Tara nascida dessas lágrimas vertidas pelo sofrimento do mundo, pelo grande amor á humanidade.

Jahas gritou de alegria e dor nas míticas montanhas de kunlun ,enquanto saía de si um pequeno ser, chamar-se-ia O´Briant, o iluminado , ou o raio de luz, o choro daquela criança anunciou-se por montes e vales, atravessou oceanos, correu mundo, voou nas asas de aves e borboletas, pousou em flores, foi sementes e frutos de muitas cores.

Entretanto Buddha e As Duas Acompanhantes Sobrevoam o mundo três vezes , antes de pousarem no Chorten da luz infinita , no piso térreo do imponente Potalla em Llhasa ,entrando e virando a direita ,depois de passarem a sala da assembleia , onde já se encontravam reunidas todos os Bodhisattvas , Buddhas e demais Entidades ,recitando os mantras e lendo em voz alta os sutras , que descreviam a Sua vinda.

Encontrarem Shri Devi , protector de Lhasa , montado num fantástico cavalo branco, este recita om mani padme hum , dirigindo-se a Avalokitshvara Chensing , patrono do tibet e Lord Buddah ,oferece-lhe os manuscritos do sábio Guru Rinpoche que dizem:

“Quando voarem aves de ferro e os cavalos tiverem rodas , o povo tibetano espalhar-se-á pela terra , ocupando o homem vermelho o seu lugar , mas chegará a hora , em que as lágrimas da compaixão , libertarão as nossas ruas da opressão , o povo do tibet espalhado pela Terra regressará , assim como , todos os povos oprimidos da terra serão libertados.”

Depois de lido isto em voz alta,como troar de mil trovões, todos os Bodhisattvas ,Buddhas e demais Entidades voltaram ao seu dia a dia , encarnando aqui e ali , outros seres humanos simples e despreocupados que encontraram no seu caminho.


Jorge sentou-se frente à Tv., Fazendo zapping , cansado do trabalho ,apenas conseguiu ver algumas imagens de mais um filme maçador de Bollywood , a tomada de posse de Obama e arrastou-se a custo para a cama , a semana seguinte seria de ferias .

Sentiu o ritmo nas pernas e a leveza do corpo correndo pelos Pirinéus fora antes de adormecer ,tinha uma vontade irresistível de partir .
Jorge Santos
Enviar um comentário

tradutor

center>

Licença creative commons

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ESTA OBRA ESTÁ LICENCIADA SOB UMA LICENÇA CREATIVE COMMONS. POR FAVOR NÃO USE AS IMAGENS EM WEBSITES, BLOGS NEM OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SEM MINHA PERMISSÃO EXPLÍCITA. © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PLEASE DON'T USE THIS IMAGE ON WEBSITES, BLOGS OR OTHER MEDIA WITHOUT MY EXPLICIT PERMISSION. © ALL RIGHTS RESERVED