Patagonia..Adeus

Patagónia trail


Torres del Paine, 25 Dezembro 2002

-- Dia de Natal para alguns mortais, não para Mim, estive dramaticamente escarrapachado sobre uma periclitante crista austral. Nem sei como voltei ao mundo dos vivos.
Escrevia jo , mentalmente no seu diário,
Pensou também que nunca chegaria , a escrever esta frase.
O céu , muito negro , despejava tremenda Borrasca. Já não pensava em todas as tretas que diria aos amigos , sobre o amor pelas montanhas , bla bla bla…sim , em salvar a vida.
Agora tinha medo, estava, cagado de medo , ate ao fundo da espinha.
Nem os olhos ousavam virar-se para o espaço vazio, os pés
Destapavam-se em abismos.
Respirava com rapidez ritmada , para enfrentar o medo que teimava em abrir-se em pânico, na pele e em todo o corpo rijo.
Partira para a patagónia e para um sonho antigo,um grande Trail no " Mundo do fim do Mundo" , o "Patagónia Express" de Sepúlveda , tinha deixado no espírito de Jo , a vontade de explorar a ultima fronteira do homem, o inexplorado, pois ele aí estava. O fim do mundo para Jo ;... era já ali, num abismo interminável.
O outro colega de escalada, desaparecido bem lá cima , nos cuernos del Paine , possivelmente nunca mais o veria.
A meteorologia , previa grandes tempestades para esta altura do ano , mas ignoraram todos os avisos, a principio não eram mais que simples flocos , lindos , que caíam, depois , o céu ficou cada vez mais escorrido, o vento soprou como demónios uivantes e pronto, Foram empurrados brutalmente encosta abaixo, perto dos três mil e quinhentos metros de altitude, não havia hipótese de se agarrarem , ao gelo fino e à neve branda. Agora simplesmente o piolet numa das mãos , o separava da grande “cravasse” sob os pés.
Aproximava-se a noite e um sentimento miserável de solidão , apoderava-se de Jo, pensou no que estava fazendo ali, o que o levou a escalar esta e outra montanhas, não…não era porque estas estavam lá.
Ele também não esperava obter resposta.
Apenas as lágrimas geladas escorreram pela face fria.
Num ultimo suspiro , solta-se do “piolet “ e ainda sente a subtil leveza do corpo pairando pelo vazio .
Até Amanhã... Pensou Jo...

Jorge santos
Enviar um comentário

tradutor

center>

Licença creative commons

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ESTA OBRA ESTÁ LICENCIADA SOB UMA LICENÇA CREATIVE COMMONS. POR FAVOR NÃO USE AS IMAGENS EM WEBSITES, BLOGS NEM OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SEM MINHA PERMISSÃO EXPLÍCITA. © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PLEASE DON'T USE THIS IMAGE ON WEBSITES, BLOGS OR OTHER MEDIA WITHOUT MY EXPLICIT PERMISSION. © ALL RIGHTS RESERVED